Home / Notícias / Bahia de Feira e Esporte Clube Bahia empatam no Joia da Princesa

Bahia de Feira e Esporte Clube Bahia empatam no Joia da Princesa

O Bahia de Feira e o Esporte Clube Bahia empataram em 1X1, na tarde deste domingo (14), no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana, na final do Campeonato Baiano 2019.

O jogo

O jogo começou um pouco agitado por parte das duas equipes com discussão entre o zagueiro Paulo Paraíba e o atacante Fernando, que foram chamados a atenção pelo árbitro mineiro a Ricardo Marques.

Foto: Ed Santos

O Bahia em busca do gol avançou pela direita com Fernandão que foi derrubado por Vitor Hugo que recebeu cartão amarelo. O Esquadrão de Aço continuou insistindo em marcar e Fernandão teve a chance de abrir o placar, mas acertou de cabeça a bola na trave.Na sequência o Bahia de Feira também acertou a trave do Bahia em um lance do atacante Deon.

O Bahia de Feira se organizou mais em campo e conseguiu abrir o placar aos 25 minutos. Bruninho passou pela defesa e chutou forte no canto esquerdo do goleiro Anderson.

Segundo tempo

O Tremendão voltou para o segundo tempo com a mesma formação da primeira etapa. Mais criativo, marcou o segundo gol, mas na dúvida de impedimento teve o VAR e o árbitro anulou o gol.

O Bahia fez a primeira alteração na partida. Tirou Arthur Caique e colocou Gilberto. Depois o Bahia voltou a fazer a segunda alteração aos 29 minutos do segundo tempo, colocando Shairon no lugar de Ramires.

O técnico Quintino Barbosa decidiu fazer a primeira alteração no time de Feira. Saiu Jarbas e entrou Ebinho – decidiu colocar um atacante no lugar de um meio campista.

Em seguida Barbosinha, fechou mais a equipe do Bahia de Feira, tirando Ebinho para a entrada de Menezes. O Bahia de Feira teve o jogador Gabriel Bispo expulso no final da partida após o árbitro consultar o VAR.

O Bahia de Feira cedeu o empate para o Bahia aos 52 minutos do segundo tempo.

Tiago Souza, presidente do Conselho Deliberativo do Bahia de Feira disse ao Acorda Cidade que o gol tomado no final do jogo o deixou insatisfeito e que o juiz carregou nas faltas contra o time.

“Tomamos um gol aos 52 do segundo tempo. O juiz estava indo muito bem, deixando o jogo correr, mas chegou um certo momento em que ele carregou demais o time de cartão amarelo. Em relação a falta que Bispo deu e que gerou o segundo cartão amarelo e a expulsão, tiveram várias faltas do Bahia no jogo do mesmo nível e não foram amareladas. Após a expulsão, faltando mais ou menos 40 minutos deu mais 11 de acréscimo – jogar uma final contra o Bahia, um time pesado, um time forte fisicamente, e jogar 15 minutos com Ramires, saiu o empate, num chute muito feliz de Rogério. Estávamos nos comportando muito bem na partida, mas ainda estamos vivos e vamos agora para a Fonte Nova e ver o que acontece na próxima partida”, disse.

No próximo domingo (21) às duas equipes decidem o Campeonato Baiano 2019. O jogo de hoje teve publico de 5.781 pagantes e renda de R$ 219.900.

Informações: Acorda Cidade

Check Also

Número de assassinatos na Bahia tem queda de quase 20% nos dois primeiros meses de 2019

A Bahia teve uma queda de 19,9% no número de assassinatos nos dois primeiros meses ...